Nabão (FCM - 1364)

Bem vindos Senhoras e Senhores!

A Gramofode Portugal orgulha-se de apresentar, a canção vencedora desta edição do Festival da Canção Medieval 1364!

Com letra e música: Bobo da Corte, com cítara na mão

Intérprete: D. Toino Encalacrário

Musica: Nabão

Senhora
A meus pés te ajoelhas:
Senhora
Em tua boca meu nabo poisei!
Senhora
Aquilo que fizeste,
Não mereço!
Senhora
Meu nabo trincaste...
E gritei!

Abre a boca
Ai como eu te imploro!
Senhora
O sangue já sai de esguichão!
Eu sei que a senti a quebrar
E eu choro
Senhora
Ao perder meu nabão!

Senhora
De hirudoid eu pedi as remessas!
Senhora
Na gaita perdida
Aprendi a lição!
Senhora
Eu t´ imploro, senhora
Não trinques de novo o meu nabão!
Senhora
Nem que tenha para sempre de usar a mão!

Ardor
Esta dor na vida jamais encontrara!
É tarde!
E no hospital perdido de dor!
Senhora
Que no meu rubro mais duro, seu dente enterrara,
Com todo o fulgor!
Senhora
Se foi castigo,
Não te volto a malhar!

Comentários

Anónimo disse…
E continua a deturpação musical javarda!! LOOOL Espero que não tentem processar o site por estes últimos 3 posts!
anokas disse…
demais demais!! auch.. dores..
Chas. disse…
a Loucura! Este blog é a passarela de artistas informais!

Mensagens populares deste blogue

Super Homo - parte o 1º

Super Homo - Apre!