Revolução na universidade do Monte das Cabras

Era uma manhã calma... aparentemente...

Na sala de sexo virtual do terceiro piso, não se ouviam gemidos como habitualmente... Uma turba de alunos desesperados tentava simplesmente executar esse acto vital para as suas existências ás 9h 35min e 47 seg exactos! Inscreverem-se nos seus turnos práticos. Mas á hora marcada o espanto foi geral!

- Mas que é isto???
- Não pode??!!!!
- Mas, mas.... nunca vi nada assim...
- Isto nem quando inventaram aquela história da matemática de nível primário para caloiros...
- Incrível!!!
- Estou pasmado!
- Isto nem mesmo quando a dona crosta estava a servir salgadinhos ao xanana do infarmed no final do Alexia e Tutu!!!
- AAAANNNNN?????
- Pssst, cala a boca!
- Foi o que eu disse...

Há já vários anos que Sergay (Esse mesmo que desengurdorou a paxacha da Jéssica e perdeu três centímetros da sua piça quando a resolveu encalacrar na crica da puta vesga da Maria Inês) andava na Universidade do Monte das Cabras, e nunca viu algo similar. Há hora marcada tentou fielmente inscrever-se nas 284 cadeiras que tencionava fazer no semestre e deparou-se com aquele cenário escabroso! Há já muito que ele antecipava os acontecimentos que se iam desenrolar, há já muito que ele havia profetizado o que o barão enguia (Ver texto escrito pelo capitão dos Dildos!) tencionava executar.... Mas agora o resultado estava em frente dos seus olhos.

Sergay havia olhado com satisfação para a primeira grande medida do barão Enguia! Música nos laboratórios do enrabamental. Mas logo de seguida percebeu que esta medida não iria ser totalmente pupular. Depois de ouvir duas mil vezes o mesmo album de Linkin Garden, percebeu que tal medida se resumia puramente a um massacre auditivo de contornos malévolos (contornos malévolas (você sabe que por vezes a vida assume...) - Ver o filme ninja das Caldas para perceber melhor os efeitos nefastos causados por coisas... que assumem contornos malévolos).
Mas mais tarde, veio a medida que causou o descalabro a que agora assistia. O barão enguia substituiu o sistema informático da instituição. Em pouco tempo o velho "PERSA" deu lugar a um muito mais atractivo "AGRAFO". Ao principio foi a satisfação total. As inscrições começaram a ser muito mais rápidas, e os alunos escusavam de estar horas a fio em filas com senhas na mão e uma enorme vontade de cagar, tal o nervosismo de não ficarem colocados no turno pretendido. Mas a pouco e pouco começou a haver uma estranheza... Primeiro os links para o site oficial dos Linkin Garden (já não bastava a puta da musica nos laboratórios) na interface do "AGRAFO", depois fotos da vocalista dos Evan e Sente de crica à mostra e dos Sleep Mosh em fila indiana em práticas sado-maso...
Tudo sinais do apocalipse que surgiria... e aí estava ele agora...

Uma lágrima caiu da face de um amargurado Sergay enquanto olhava para o écran... Sem saber.... sem saber se haveria de escolher Química do Nu Metal ou Aspectos do Metal Contemporâneo à segunda feira de manhã...

Comentários

Chas. disse…
Lindo... Este texto merece contra-textos, tamanho são o número de invocações a personagens passados... O feiticeiro da orgias vai invocar os cavaleiros da piça noturna!!!!! AHHHHHHHH!
Anónimo disse…
Bem, o autor está inspirado! Que bela miscelânea de personages! Terá continuação?
Captain Dildough disse…
Estou sem palavras, tal a brutalidade com que este texto me martelou os sentidos. (nem tenho forças para me queixar da campanha vilipendiante de que tenho sido alvo neste site, nos últimos tempos...)

Até tenho medo da continuação...

(ela que venha, ela que venha!)

Mensagens populares deste blogue

Super Homo - parte o 1º

Super Homo - Apre!

Acordar precoce e naturalmente...