A canção há muito aguardada (Conteúdo não aconselhado a pessoas sensíveis - linguagem explícita)

14h10min... O ruído no auditório a abarrotar é deveras insuportável. O professor C.A. (não é de Carlos Anacleto, ou Cândido Alves, mas tende calma, meus caros, que já sabereis...), pousa a pasta para mais uma aula de Psicologia e aguarda...

C.A. - A vossa atenção por favor...

(ruído e mais ruído)

C.A. - Que falta de respeito, querem-se calar por favor...

(o mesmo nível de ruído, na fila da frente um aluno de cara burbulhenta e óculos graduados leva a falta de educação a outro nível, tirando de uma sacola um bolo de arroz e levando-o à boca sem se importar com o local onde se encontrava)

C.A. - EH PAH CALEM-SE CARALHO!!!!!

(silêncio, por fim... Centenas de olhos admirados...)

C.A. - Raios pah, parecem putos! Geração rasca Morangos com Açúcar! Chiça! Não aprenderam nada com a rua Sésamo???

(O mesmo silêncio, agora o conjunto de expressões era mais interrogativo)

C.A. (suspirando) - Foda-se não me digam que... eh pah não... Quem alguma vez viu a Rua Sésamo ponha o braço no ar!

(Plateia sem reacção... Apenas o jovem que segurava com a boca metade do bolo de arroz levantou o braço... timidamente...)

C.A. Ah seus cabrões... Então a Rua Sésamo... eh pah sabem que mais! ESQUEÇAM A RUA SÉSAMO, vocês são é todos frustrados e frustradas e sabem que mais! Eu vou-lhe ensinar algo prático e útil! MAESTRO!

(Os quadros por trás de C.A. caem misteriosamente, surgindo um cenário cheio de imagens de nabos e bacalhaus... A orquestra inicia a marcha e à direita e esquerda de C.A. surgem dois jovens envergonhados doravante designados por rapaz da direita (R.D.) e rapaz da esquerda (R.E.)

C.A. (gritando) - Vamos lá meus cabrões, digam lá os vossos problemas aqui ao mestre!!

(Começa a canção)

R.D. -
"Meu nome é Zé
Estou sempre em Pé
Queria foder
Mas não sei que fazer
Como não malho
Tenho que ter trabalho
Não sou rabeta
Mas só bato à punheta
Que grande treta
Ainda fico maneeeeeeeetaaaaa!"

C.A. - Ah puto que ainda tens de aprender, ouve aquilo que te vou dizer!!!!
"Cá estou eu o CARALHÃO ANIMAL
Trago o nabo e os colhões também
Comer bacalhau não faz mal a ninguém
Pachacha é que é bom
Crica também
Como também
A tua mãe
3 vivas para o caralhão animaaaaaaal, malhar, malhar, malhar!!!!!"

(fumos a sair pelo palco, alguns confetis e bocados de bolo de arroz pelo ar...)

R.E. Eu sou o Luís
Não malhei na perdiz!
Só tenho vergonha
E armazeno a langonha
Os meus colhões
Já são melões
Todos inchados
E anafados
Completamente desesperaaaaaaaaados!!!!

C.A. Ah puto que ainda estoiras um dia! Aprende com o mestre!!!!!!

"Cá estou eu o CARALHÃO ANIMAL
Trago o nabo e os colhões tambem
Comer bacalhau não faz mal a ninguém
Pachacha é que é bom
Crica também
Como também
A tua mãe
3 VULVAS para o CARALHÃO ANIMAL, MALHAR!!!!! (luzes) , MALHAR (confetis de todo o lado) MALHAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAR (Bolo de arroz em catadupa a voar da boca do rapaz da fila da frente a contorcer-se de tanto rir, enquanto todos na sala continuam a olhar com o mesmo ar absorto para o "pseudo palco à sua frente................ Silêncio!)

C.A. Bom e era isto.... Até para a semana.

E arrumando as suas coisas virou costas à assistência estupefacta (tirando o rapaz do bolo de arroz que se contorcia agora com falta de ar), e saiu assobiando!

Comentários

Anónimo disse…
LOOOOOOOOOOOOOOL Finalmente uma das músicas mais esperadas de sempre foi publicada no site!

Fantasticamente nojenta!!! Até tenho medo de como agora vão passar a chegar ao site!! LOOOL
Chas. disse…
Epa lindo.... aiii isto promete... tenho de acompanhar as próximas visitas ao site.
R.B. NorTør disse…
Cá estou eu... O capitão vegetal, trago cenouras e trago o nabo também...

nunca pensei que ficasse pior. Parabéns, estou com dificuldade em escrever este comentário porque estou a rebolar no chão!!!
anokas disse…
Epá.. esta é sem duvida a melhor deturpaçao de sempre!!!!!!!!

Mensagens populares deste blogue

Acordar precoce e naturalmente...

Guerra de Nabãos