Levanto-o
(ou Tesão para Ti)

Tesão de Ti:
Sentes o perfil do meu nabo sem o olhar
Vês a sua forma com a tua boca
(Ouch!! Mas não o trinques pá!!!)
Deixo-te percorrer o seu perfil enquanto a minha mente se perde no teu rabo
(desenho arabescos nas tuas costas enquanto te torço o braço!)
Vejo a tua mão tentar soltar-se
(arranco a tua mão com a minha!)
Sinto o frenesim da tua boca, e oiço os teus dentes a esperarem pela oportunidade de se vingarem… Vá lá, não sejas estúpida!! Lembras-te do que aconteceu da última vez?
Sinto o formigueiro subir pela pila, enquanto começas a ranger os dentes...
Prendeste-me o nabo, não mo deixas tirar, e ainda o tentas morder!
Penso as mil e uma asneiradas que quero berrar-te, mas o teu pai… o teu pai acabou de entrar em casa, e impede-me até de sussurrar os nomes que te quero chamar!
O pânico sufoca-me… Sufoca-nos! É um vortex de tesão!
Começo a puxar o teu cabelo a ver se me largas o nabo!
Como desejo dar-te um estaladão… a mão bem marcada nessa cara, eternamente!
(nem com o teu braço, bem torcido, deixas de mo morder… puxo o teu cabelo… mas nem assim mo largas!)
Quero que me largues o nabo… quero libertar-me dessa boca violenta…
Murmurar-te ao ouvido mil caralhadas, para que o teu pai não nos oiça…
(quero libertar-me desses dentes afiados… talvez se eu te apertar o nariz começes a sufocar e tenhas de abrir a boca… talvez o soltes finalmente!)

Tesão sem Ti:
O meu cheiro inunda o quarto… As cores das fotos em que estás nua e em posições menos ortodoxas do ponto de vista sexual espalham-se pela minha cama… Sinto a presença da boneca insuflável e percorro a borracha de terceira categoria à procura do pipo… Tenho mesmo de arranjar uma bomba automática…
(cheira mesmo mal, porra… percorro o corredor deste curral, enojado… puxo em vão o autoclismo: está a faltar a água!!!)
A imagem da tua mão na minha pila inunda-me a mente… A tesão provocada pela lembrança daquele toque persegue-me até à loucura…
DEIXA-ME VIR! DEIXA-ME VIR! DEIXA-ME VIR!
Liberta-me desta tesão… Sê a Estrela do SexyHot na minha TV!
(perdido, busco em vão o comando… persigo a tua imagem, por entre a imagem codificada!)
Sinto a tua imagem tão próxima… a tesão bloqueia-me o pensamento…
Umas mãos trémulas seguram uma pila acelerada…
(as minhas mãos seguram-me a pila erguida!)
Tenho medo… Sinto pavor da televisão se estragar outra vez…
(talvez compre uma TV barata no supermercado… talvez ganhe ainda alguns pontos para a gasolina… talvez consiga remendar a boneca insuflável!)
E tu? Tocas-te a pensar em mim agora? Onde é que te tás a tocar? Ainda consegues sentir alguma coisa, nesse sítio onde já tantos tocaram?
Eu não sei se ainda consigo levantá-lo… Já não sei se consigo…
(estarei impotente?)

O tesão já não faz sentido assim… Sem me poder vingar de Ti!

Tesão para Ti:
Quero berrar contigo….
Quero sentir a dor no fundão que é o teu rabo…
(sentir tentares fugir enquanto te agarro pelos cabelos)
Sentir-nos!

Um dia, quando te apanhar de costas, em um qualquer canto do quarto
(um dia, se enquanto te vestes neste canto do quanto!)
Levanto-o para te castigar o pêlo
(levanto-o e tu vais bailar em cima dele)
A minha mão a estimular a maminha
(a tua palma a esfregar a pinha)
Sentir-te gritar quando o meu nabão te tocar quase no intestino…
(sentir os teus punhos no meu nabão, e as tuas mãos a começarem a esbofetear-me!)
Os nossos olhos vingativos, pela raiva que nos impede de olhar directamente o outro… Talvez vendo aquele voyeur pervertido a espreitar pela linha da janela enquanto a cama sobe e desce…
(talvez imaginando que o voyeur fosse uma actriz porno que saltasse para dentro do quarto para participar numa cena lésbica contigo!)

Um dia… levanto-o outra vez para ti
(nesse dia… engulo um frasco de viagra e vais sentir o maior nabo que já sentiste!)

- “Lamento, mas isso não passa de uma salsichinha. Usa as tuas mãozinhas... diverte-te!!”

Comentários

Chas. disse…
LOL como isto anda.
O que me ri.... :D
alphatocopherol disse…
ELE ESTAVA A PEDIR!!!! LOL

Ora aí está um plágio anunciado, com talento aqui "esparrachado"!!!

AH BOQUETA-ME O CONHO!!!!
João disse…
Deixo aqui um pedido de desculpas (virtual) ao autor do texto original publicado na PENA, e em que eu me baseei para escrever esta coisa de pouca validade literária: foi mais forte que eu, não consegui evitar!!

De qualquer maneira, aproveito para comunicar a minha mudança de residência para a Patagónia. Alguém que me queira encontrar fisicamente (em especial, espanhóis de barbas) está avisado.

Um abraço!
Captain Dildough disse…
Bastante gráfico. Donde está el cremito?
APC disse…
Vejo que terei que à Terra do Fogo para te pagar uma cerveja bem merecida...

Está brilhante! E apesar de muita gente dizer que este blog não tem validade literária sinto-me honrado com um plágio deste tipo!

Abraços!

Mensagens populares deste blogue

Acordar precoce e naturalmente...