Poesia classicópimba (ou um sonho orgiado...)

Neste belo e louco Portugal,
Mais uma orgia vamos preparar;
E para o acontecimento ser especial,
Trazei damas para alegrar.

Vem toda a cortês nobreza,
Meninas de saia arcada,
Tudo o que é membro da realeza
Para não perder a debochada.

Venha menina formosa
De Sintra ou de Cascais;
Venha a serôdia mais famosa,
Desde que não traga os pais.

Tudo pronto para a rebaldaria,
Mil corpos anseiam molhados.
Que comece então a orgia,
A Festança dos encalacrados!

Bela senhora que aí estais,
Que hesitais sem razão;
Não penseis em nada mais
E agarrai em meu nabão.

Fina senhora do intendente
Em forrobodó não pode entrar,
Pois usa seu belo dente
Para o material logo trincar.

E feita a criteriosa selecçao
De moças de sul a norte,
Enlouquece a competição,
Torna-se o malhanço mais forte.

Se és meretriz mete-te
Neste jogo que só tem um senão:
-"Tenho um nabo... diverte-te"
-"Lamento mas é dia de Menstruação!"

Comentários

João disse…
Tá um espectáculo, fartei-me de rir! E é de mim ou esta frase "-"Tenho um nabo... diverte-te" faz lembrar uma célebre terminação de um texto deste blog? Hum...
Captain Dildough disse…
Hiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii!!
Brutal, brutal!
Estavas deveras inspirado...
Escrevestes com a mão
ou com o nabo?

Cá pra cá pra mim,
do que gostas é de rabo...

Mensagens populares deste blogue

Super Homo - parte o 1º

Super Homo - Apre!

Acordar precoce e naturalmente...