Poesia Peiduplicada - Um Sonho Desinspirado

Se puxas pela cabeça
(a de cima, não sejas tonho)
e não há ideia que apareça
nem em rasgo, nem em sonho...

Faz como eu, vais à e-P.E.N.A.
onde há escritos quanto baste
escolhes um, duma centena
e aplicas-lhe um cópi-páste!

Começa então o desprimor
do triste texto original;
"-Fora talento! Xô pudor!"
Quando é p'ra pôr na Penal...

Não te rales com a métrica,
o qu'interessa é rimar!
Força a rima, esquece a estética
p'ra isso estou-me a cagar!

Inventa algo bem javardo,
misto de escarro e cagalhão,
poesia delicada como um cardo
só no olho cria arranhão!

Sentadinho (na retrete) fechas
a peça, com um floreio de mão:
"Texto novo, diverte-te!"
"Lamento... isto é cura para obstipação!"

Comentários

Chas. disse…
Coco duro, feder-te!
Lamento... isto é apenas mais uma obstipação!

Mais um plágio cíclico, onde vai para isto?
alphatocopherol disse…
Plagia-me o plágio com violência! EHEH!

Eu continuo a dizer que a PENAL so volta ao seu apogeu de suSEXO quando aparacer algum anónimo a dizer qeu isto não tem validade literária! De outra maneira continuamos em crise! Baza fazer uma greve??? :P
Anónimo disse…
ELE VIVE!!!! Ou estarei novamente em alucinação?

Acho que este site (pouco válido do ponto de vista literário) acabou de dar uma nova definição ao acto de plagiar textos: um texto original é inicialmente alterado e vilipendiado, para que depois, e sucessivamente, vão aparecendo textos e mais textos e mais textos que se imitam e deturpam.
~
Tem que se arranjar um novo nome para este tipo de acção!!!
Captain Dildough disse…
Plagiação Espiralada?
Desvalorização Literária?
Onanismo Artístico?

Está instalado o deboche... euh, debate!

Mensagens populares deste blogue

Super Homo - parte o 1º

Super Homo - Apre!

Acordar precoce e naturalmente...