A cana

Sentado à beira rio, esperando o sol de verão, Pirilau, sobrinho do senhor Batuma, estendia sua cana na esperança apanhar alguma coisa.
Ainda era aprendiz na arte da cana, todos os dias de madrugada lá iam eles todos contentes, sentavam-se à beira do rio ainda a lua ia a meio. Seu tio fazia-lhe festinhas na cabeça para dar-lhe algum apoio… A arte de erguer a cana era uma tarefa que só um mestre como Batuma podia ensinar.
- Pirilau, solta ai a tua cana com agilidade! Mostra o que és capaz de fazer com ela. – dizia ele muitas vezes em tom brincadeira.
- Mas eu não tenho força para segurá-la! – o pobre rapaz não aguentava tais aventuras, era muito jovem – segure o tio por mim!
- Ó puto, nem pareces meu sobrinho caralho. – disse Batuma demonstrando o apoio que sempre deu – até um maricas segura isso melhor que tu!
O miúdo baixou os olhos e num acto de fúria fez voar a cana para dentro de água.
- Que fizeste tu seu filho da puta, puto de um raio? – o velho em tom raiva solta um soco amigável na criança – Agora vais buscá-la a nabo… a nado!
- O tio só faz isto para me tocar, é um pedófilo, um paneleiro. Eu bem vejo como olha para os outros miudos. Quer que eu segure a cana?! E passa a noite todo nu ao meu lado para quê?
O rapaz vira costas e começa a fugir.

- “o puto tá maluco… Eu que lhe dou tantos chupas e preservativos…” – respondeu o senhor ainda meio branco – Anda cá, eu estava a brincar contigo. Só queria fazer de ti um grande homem…
- Um quê!? – Interrompeu o puto já longe – Ninguém ensina o que não é!

E ali ficou o homem com uma mão na cana e outra a agitar… frustradamente, como a noite que teimava em desaparecer.
O puto, em casa com umas miúdas saltava violentamente, demonstrando categoricamente a arte “pichatória”. Um verdadeiro apreciador do bacalhau c’malho…

Comentários

Anónimo disse…
O puto é que sabe! O bacalhau quer malho! loll

Mensagens populares deste blogue

Super Homo - parte o 1º

Super Homo - Apre!

Acordar precoce e naturalmente...