Mensagens

A mostrar mensagens de Outubro, 2007

Revolução na universidade do monte das cabras IV (o ripanço extra(ordinário) )

O gordo Tálá roncava no sofá... enquanto a Abelha Malha coçava a micose, olhando para o placard electrónico ao estilo POLIS colocado ao fundo da sala...


"já só faltam 43 anos, 7 meses, 42 dias, 23 horas, 17 minutos e 15, 14, 13... segundos para mudar a direcção da associação..."

Pensou... Isto é deixar a revolução correr... Hum... pensar é na festa do Natal. Se calhar três putas bailarinas com um gorro enfiado na pinha... hum... é isso.

...

Sergay voltava a consultar o Forum da universidade em busca de novidades. O barão Enguia continuava a colocar notícias do maravilhoso mundo do Metal em destaque... Ainda ha poucos dias para festejar o aniversário da instituição, preparou um concerto em ré-menor com nabo soprano, mas novo evento se aproximava:

"ÉPOCA DE MÚSICA EXTRA-ORDINÁRIA: PARA QUEM DESEJA UM MESTRADO EM HARD ROCK NEW AGE, E AINDA NÃO COMPLETOU AS CADEIRAS DA LICENCIATURA EM FUSÃO TECHNO-METAL. OS INTERESSADOS DEVERÃO ENVIAR UM MAIL PARA: enguia@cabras.cu"

Bom não …

Poesia Neo-alucinada (ou um sonho colectivo sergiófilo)

Tenho andado a estudar
Uma hipótese muito estranha.
Estou perto de a aceitar
Quanto mais penso, mais se entranha

Sergay, avôzinho de TL, compêlo dôs
Por muitos nomes o conhecemos.
Mas existirá ele na realidade
Ou será uma psicose que todos temos?

Nas pautas está inscrito
Mas na faculdade nunca está.
É muito estranho, admito!
Ninguém o vê, porque será?

Na net parece habitar
Até comenta e escreve na Penal.
Mas alguém pode provar
Que não passa de um bug virtual?

Já esteve em jantares? Uma ilusão!
Na FNAC a ler BDs? Um sonho!
A desenhar em guardanapos? Uma visão!
A tentar comer uma sandes? Que tonho!

-“Tantas vezes que o vi, mais de um milhão!”
Contradiz alguém, que se justifica.
Mas não vê também o papão
O menino que nele acredita?

A teoria é real, submete-te
Estaremos todos a viver uma alucinação?
-“Tenta encontrá-lo, diverte-te”
- “Lamento... mas ele já me ripou o nabão!”

Testemunhos da vida de um louco e seus camaradas (pt3)

Tinha chegado a noite de sábado e um grupo de convivas estava a decidir onde deveria decorrer o forrobódó. Ficou acordado entre os mesmos que a victima seria um bar na Alameda D. Afonso Henriques. Dito isto um dos indivíduos exclama:
- Olha! Calha mesmo bem! Aproveito e vou ter com uma amiga minha que mora lá perto para resolver já um assunto!
Assim foi. Chegados ao bar, o grupo de amigos começava a notar a demora excessiva deste último, pelo que um tomou a iniciativa de o ir procurar.
Encontrou-o no cimo da avenida, dentro do carro, de cinto desapertado, com os óculos mal pendurados na face e um sorriso de uma imbecilidade solarenga.
- Pá!- Disse-lhe - Tu não foste ver amiga nenhuma! Foste mas é às putas!
- Errado- retorquiu-lhe calmamente - fui ter com uma amiga... a minha amiga dos bicos!

P.s. Este senhor não só é profissional como tem o doutoramento.
Nota-se!

Testemunhos da vida de um louco e seus camaradas (pt2)

Era noite de passagem de ano e, num jardim perdido no meio de Corroios, meia dúzia de marmanjos preparavam febras na grelha só para não lhes pesar na consciência (e no bucho) terem somente ingerido cevada da grossa. Às tantas um dos cozinheiros improvisados, devido à massrrice delitante, deixa parte da refeição ir ao solo. Vira-se para um dos comparsas e ordena:
- Ehpa! Lava aí essa febra que está suja.
Este último não hesitou... Dirigiu-se rapidamente ao tanque de pedra e abriu a torneira. Depois de bem molhado, , esticou o pedaço de carne, cobriu-o de detergente OMO, esfregou vigorosamente até enxaguar e estendeu a febra no estendal com duas molas. Feito isto informou:
- Deixa secar uns 15 minutos e depois podes vestir.
Não houve reacção para além do olhar esbugalhado e silencioso dos restantes. Nem podia haver.

P.S. Este indivíduo não ingeriu uma única gota de alcool nessa noite... uma pessoa tem que manter um comportamento de alto nivel nestas efemérides, certo?

Testemunhos da vida de um louco e seus camaradas (pt1)

Desde já um grande bem haja.

Tive a ideia de criar esta rubrica com o objectivo de partilhar convosco certos fenómenos por mim presenciados que deixariam o próprio Arthur C. Clark incrédulo.
Aqui encontrarão as desventuras dum louco profissional bem como as de alguns dos loucos (amadores e profissionais... e olhem que já encontrei amadores com perícia lunática bem mais desenvolvida que muita desta malta encartada) que se cruzaram no seu caminho. Como tudo o que será relatado nesta coluna é estritamente verdadeiro, não serão referidos nomes, para salvaguardar a integridade moral e... mmmm ... ok ... não serão referidos nomes, acabou!

Como sempre espero que apreciem e farpas rijas mais 1 braço para quem não gosta.

Certo dia, dois foliões, já balanceados pelo alor da pinga, estavam em amena cavaqueira. A dada altura um deles, motivado por um qualquer impulso metafisico com forte cheiro a tintol, ou por pura veia jocosa, confronta o outro com a seguinte questão:
- Pá! E monólogos secretos... …

Cat Sabbath

Imagem
Para quem ainda não viu esta merda...

All Praise The Almighty Cat Sabbath!!!!! \m\_ (ªLª) _/m/

CLICAR AQUI PARA VER CAT SABBATH

Só mesmo eu para por merdas destas aqui (ou em qualquer lado) às 4 da matina.

Enfim...

Ondas [do mar [verdes e amarelas)]

... a pedido de alguns (nomeadamente eu) fica aqui a versão escrita deste radioso poema:

as ondas do mar são verdes e amarelas
as da frente trazem peixe
as de trás principalmente

Revolução na Universidade do Monte das Cabras III (A mediatização)

Foi no computador da super esquadra do Rio Merdego, que o intendente Vite Ava Gina (Filho do famoso Chefe Victor Gina que morreu nos trágicos incidentes ocorridos em Monte das Cabras, há alguns anos), tomou conhecimento da agitação que abanava os alicerces daquela instituição.
Na página da Universidade do Monte das Cabras, assistiu aos desabafos de Huno Pintelheira, que se indignava pelo facto de ter ficado com as mãos e pés esfolados da monumental cegada, e de Sergay, que depois da segunda aula de Aspectos do Metal Contemporâneo, já estava completamente afectado dos KORNos! (mil perdões pelo trocadilho forçado...).

- Puta de Universidade, acabou com a vida do meu pai e ainda continua a dar água pela barba, a quem a grama! Este barão Enguia é fodido!

Resolveu que estava na hora de um cafézito... Dirigiu-se ao bar da esquadra, cumprimentou a Dona Mama Lhuda, e pediu-lhe o habitual café matinal, bem cheio e á grande!
Ao chegar a uma mesa vaga deparou-se com uma nova publicação: Em vez dos …