Sissi, ou o Regresso de Uma Paixão

Anacleto martelava fortemente o seu nabo entre os seios túrgidos.
Era uma actividade a que se dedicava com grande interesse, visto ser uma novidade de terras de Espanha. Tinha também o aliciante de não fazer filhos, se bem que houvessem outras opções...
Mas Sissi já o tinha desenganado, dito que não, que me aleijas, e eu tou sem pomada, e coiso e tal.
De maneira que Anacleto se tinha de contentar em fazer escorregar o seu palpitante instrumento entre o rego das deliciosas mamas de Sissi.
Não tardou muito até que libertou o fruto do seu prazer sobre o rosto da bela cortesã. A alva torrente que lhe escorria pela face compunha um quadro de beleza quase angelical, até que...
- Arre, badalhoco! E se me passasses um pano, que esta merda já tá a escorrer pó chão?

Comentários

Chas. disse…
Mais uma bela contribuição porno de qualidade quase sensual. Continua com ejaculações mirabulantes...
João disse…
Bolas, o anacleto dá-lhe! tau!

Mensagens populares deste blogue

Super Homo - parte o 1º

Super Homo - Apre!

Acordar precoce e naturalmente...