Feromonas da Maria Inês - A Horta-

Maria Inês era uma rapariga ninfomaníaca que gostava muito do campo, formou-se em ciências, com conhecimentos em genética e Química dos Produtos Naturais. Ao longo do seu curso foi construído um laboratório dentro da sua quinta, o que lhe permitiu investigar o lado mais sexual da ciência depois de terminada a sua pós graduação.

O seu trabalho baseava-se em feromonas, ela adorava estudar as estruturas químicas que originavam atracção entre animais da mesma espécie. No meio de tanto estudo tentou sintetizar uma feromona humana que desencadeasse atracção imediata. Provocando um vulcão de desejos nos dois sexos. Um verdadeiro perfume que fosse usado para amor à primeira vista, neste caso para sexo à primeira vista.


Num desses dias, de manhã depois de acordar, passeava livremente pela planície libertando seus primeiros gases matinais. Corria nua pelos trilhos de pedra, no meio de toda a vegetação circundante ao mesmo tempo que era perseguida por milhões de insectos que rastreavam as suas feromonas. No seu corpo nu pousava de tudo, e no meio daquela nuvem de insectos ela gemia de prazer, enquanto ia tendo orgasmos múltiplos! Gritos eróticos entoaram por todo lado, como uma trovoada de satisfação, reluzindo numa cor esbranquiçada quando finalmente chegou ao auge do inconsciente… Aquele ambiente sonoro e luminoso foi mágico, fez com que todos os outros animais das redondezas começassem a acasalar compulsivamente, numa orgia que não distinguia sexos, espécies nem idades. Um verdadeiro tumulto sexual estava em curso, seu raio de acção alargou-se por dezenas de quilómetros. Era de tudo, um verdadeiro baralho de probabilidades, desde veados a desventrarem coelhos, desde coelhos a sodomizarem cavalos, desde pardais a fazer sexo oral a esquilos… tudo mesmo tudo.

Maria Inês acordou no fim da tarde com algum frio, levantou seu corpo dorido dirigindo-se até casa onde tomou um banho acolhedor sem a habitual masturbação.

(Continua)

Comentários

João disse…
Um texto porcamente engraçado :) E a meu ver mostra uma evolução a nível da escrita face aos outros textos (deste género lascivo) que o autor tinha escrito previamente. Força, venha a continuação
Chas. disse…
Para quem tem dúvidas na origem da palavra "Desventrar", ela existe no dicionário com o significado de "rasgar o ventre; estripar..."
Captain Dildough disse…
A gente percebeu, Chas.
Também percebemos que andas a ver muitos sites zoófilos. :)

Continua... Mais... Isso... oOOH Siii!

Mensagens populares deste blogue

Super Homo - parte o 1º

Super Homo - Apre!